Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

CONFISSÃO DE UM TERRORISTA

-

Do poeta Palestiniano Mahmud Darwish

-

                    Ocuparam minha pátria

                         Expulsaram o meu povo

                         Anularam minha identidade

                         E me chamaram de terrorista

                         Confiscaram minha propriedade

                         Arrancaram meu pomar

                         Demoliram minha casa

                         E me chamaram de terrorista

                         Legislaram leis fascistas

                         Praticaram odiada apartheid

                         Destruíram

                         Dividiram

                         Humilharam

                         E me chamaram de terrorista

                         Assassinaram minhas alegrias

                         Sequestraram minhas esperanças

                         Algemaram meus sonhos

                         Quando recusei todas as barbáries

                         Eles...mataram um terrorista

-

                     Mahmud Darwish

                     Faleceu em 9 de Agosto de 2008

 

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 12:19
link do post | comentar | favorito
|
24 comentários:
De maria a 15 de Janeiro de 2009 às 15:01
Denunciando e mostrando que somos solidários, para que se saiba bem de que lado estamos!
Contra o massacre de Gaza!
Pela paz na Palestina!

Beijos


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 09:31
Maria
Por tudo isso que dizes, e tambem pela nossa consciência de cidadãos de paz e de verdade.
"Pela Paz e pelo Pão"
bjos camarada


De jrd a 15 de Janeiro de 2009 às 17:40
Sem palavrsa.
Demolidor!!
Abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 09:34
jrd
É a voz da razão de um povo, nas palavras do poeta!
Abraço grande


De Pedro Barreirinhas a 15 de Janeiro de 2009 às 18:22
Palestina Vencerá

Um abraço
Http:/ www.entrelinhasentregente.blogspot.com


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 09:38
Pedro
É só uma questão de tempo, mas, a Palestina irá vencer, porque as questões de fundo, n~unca poderão ser resolvidas com mésinhas.
Abraço camarada


De Jorge a 15 de Janeiro de 2009 às 18:28

Manangão, esta intolerável desumanidade dos sionistas (eles sim terroristas) tem que ser combatida todos os dias de várias maneiras ao nosso alcance.
NÃO aos USA e UE parceiros estratégicos dos terroristas israelitas e ABAIXO o estado de israel e o sionismo internacional.

Um abraço!


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 09:45
Jorge
A grande questão foi, e continua a ser como muito bem dizes,o facto da tria EU Sionistas e UE, estarem mais interessados na guerra e na pilhagem das matérias primas do que na Paz e no diálogo, mas a razão acabará por vencer.
Abraço camarada


De fernando samuel a 15 de Janeiro de 2009 às 18:45
Magnífico!
espantosa denúncia de uma vertente essencial da actual ofensiva ideológica do capitalismo internacional.


Um abraço.


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 09:49
F.Samuel
Tú, melhor que eu tens a certeza do que dizes, resta-me acompanhar-te no teu pensamento.
Abraço grande


De Ana Camarra a 15 de Janeiro de 2009 às 20:24
Nem precisa de comentário....

Beijos


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 09:52
Ana
É a tua convicção, a minha convicção, a convicção de muitos milhões de cidadãos do mundo.
Bjos camarada


De Anónimo a 15 de Janeiro de 2009 às 21:11
TUDO É COMO DANTES

Tudo está ainda como dantes
desde que partimos para a guerra
desde a infância
Talvez o sol destes anos tenha desbotado o branco das cortinas
as pedras da alameda se tenham arredondado e ganho brilho
Talvez a erva tenha crescido
ou tenha secado
As três vidraças estão como dantes
tal como a fotografia de família
o Corão encadernado
o rosário da avó desaparecido
Tudo está como dantes
nada mudou
excepto nós
nós que caímos
do sino da escola
na guerra
e ainda não voltámos

Ghassane Zaqtane

Ghassane Zaqtane nasceu, em 1954, em Beit Jala , perto de Belém. A sua vida começa no campo de refugiados d’Al-Karama estando sempre exilado Somente no ano de 1994 o deixam regressar à Palestina. Actualmente, reside em Ramallah.

Penso que este poema espelha a Historia da Palestina!!??

V.A.A
Abraco


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 10:15
Amigo
É uma verdade inquestionável, a Palestina (e não só) está sob as patas do imperialismo, enquanto isso acontecer, é dificil que alguma coisa mude, após a queda da URSS, o desiquilibrio passou a ser maior, nada acontece por acaso, tudo é consequência de....
Abraço grande


De Zorze a 15 de Janeiro de 2009 às 23:11
Israel foi um tremendo erro desde o início. Pela sua constituição, após a 2ª Guerra Mundial, apoiada envergonhadamente por uma comunidade internacional de então, sem saber muito bem como resolver a questão dos judeus.

Dirigida desde sempre por sionistas, Israel é um estado facista, por mais voltas que dêem.

Abraço,
Zorze


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 10:19
Zorze
Essa é a grande verdade companheiro, daí eu pensar que a Palestina é, só mais um palco, mas, a luta terá de ser glogal, o que torna tudo mais dificil; ou talvez não.


De Utopia das Palavras a 16 de Janeiro de 2009 às 11:10
Hoje não faço um verso
hoje só me confesso
hoje só me indigno
e arrepio...!

Um beijo, camarada


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 10:22
Ausenda
Como tantos outros por esse mundo, junto a minha à tua indignação,é o minimo que podemos fazer neste momento.
Bjos camarada


De justine a 16 de Janeiro de 2009 às 14:37
Aí reside o cerne de toda a questão: Israel invade, ocupa, mata. Os que se defendem são terroristas...


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Janeiro de 2009 às 10:41
Justine
o Mundo foi atacado por esta virose, dos poderosos sobre os mais fracos, dos amantes da guerra, sobre os amantes da paz, fazendo tábua rasa dos Direitos Humanos, exigindo o sacrifício de muitos em benefício de alguns, e como uma doença nunca vem só, o egoísmo quase se generalizou.
Precisamos de muita gente esclarecendo e ensinando solidariedade.
Abraço amiga


Comentar post

."MAIS SOBRE MIM"

.pesquisar

 

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28


."POSTS RECENTES"

. QUEM TE VIU PORTUGAL!

. COM ABRIL NO PENSAMENTO

. OS POLÍTICOS

. VAMOS MONDAR ABRIL!!!!!!

. OS ALGOZES EM DELÍRIO.

. É URGENTISSIMO.

. A "CARIDADEZINHA"

. ACORDAI POVO!

. CAMINHOS ENVIESADOS

. CHOVEU NO FORMIGUEIRO

. ...

. "TEU SORRISO UM POEMA"

. HOJE COMO ONTEM!

. QUEM É... QUE CONTINUA A ...

. PARABENS CRAVO DE ABRI...

. SÁBADO 1 DE OUTUBRO

. DEMOCRACIA SEM ADJECTIVOS

. QUE MAIS TERÁ DE ACONTECE...

. FESTA DO ÁVANTE 2011

. "NÃO HÁ FESTA COMO ESTA2

. O TEMPO É DE LUTA!

. É URGENTE!

. SERÃO PRECISAS, AS PALAVR...

. JUNHO DE MÁ MEMÓRIA!

. COMO EU OS VEJO!

. ERA MAIO COM CHEIRO DE AB...

. DIA 29, CONTRA OS TIRANOS...

. A MINHA PRIMAVERA

. A BATOTA CONTINUA!

. PARABENS PCP

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. DVD de ALFREDO MARCENEIR...

."LINKS"

blogs SAPO

.subscrever feeds