Domingo, 21 de Dezembro de 2008

OS NATAIS DO SISTEMA! TODOS DIFERENTES! TODOS IGUAIS?

-

Não me apetecia falar sobre o Natal

Para não ter de lembrar a hipócrisia

Saber tantos no mundo a fazer mal

Querendo ser bonzinhos só nesse dia

-

Natal é amor feito justiça e verdade

Reune a família nessa noite nesse dia

As crianças sonham com a igualdade

Que não existe como Jesus pretendia

-

Convido todos os homens a prosseguir

O exemplo que por Cristo nos foi dado

Vamos todos dar as mãos e conseguir

Esse  sonho por demais tempo adiado

-

Chegou o tempo de exigir nossas regalias

Por vezes sonegadas de maneira imoral

Vamos unir-nos para que todos os dias

Sejam para todos o grande dia de Natal.

-

Josémanangão

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 11:00
link do post | comentar | favorito
|
42 comentários:
De fernando samuel a 21 de Dezembro de 2008 às 11:36
Bonito!

É isso: lutar para que o Natal seja todos os dias e para todos.

Abraço grande.


De POESIA-NO-POPULAR a 21 de Dezembro de 2008 às 17:24
F. Samuel
O Natal, para muitos serve para compensar a falta de necessidades básicas, quando deveria ser uma mais valia da normalidade, das condições exenciais.
Daí resulta termos da pasar o Natal em luta pelo Natal.
Abraço grande camarada, desejo-te uma bela noite, na companhia dos teus.


De alex campos a 21 de Dezembro de 2008 às 11:46
Mais um belo poema.
um bom natal, camarada. e um grande abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 21 de Dezembro de 2008 às 17:27
Alex
Obrigado meu camarada, que passes uma noite agradável na companhia da família!
Abraço grande companheiro!


De maria a 21 de Dezembro de 2008 às 15:23
Bonito, Manangão.
Por isso mesmo há aque fazer de todos os dias dias de luta por uma maior justiça e pela paz e por tudo o resto que sabes. Para que todos os dias sejam Natal.
Por isso também, eu não assinalo o Natal.

Beijos


De POESIA-NO-POPULAR a 21 de Dezembro de 2008 às 17:31
Obrigado Querida amiga e camarada de todas as lutas , não desistiremos da vida sem festejar-mos um natal digno!
bjo, Maria


De Ludo Rex a 21 de Dezembro de 2008 às 16:14
Lutemos para que seja sempre Natal...
Um Forte Abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 21 de Dezembro de 2008 às 17:39
Essa é a nossa condição e o nosso compromisso com a nossa consciência de cidadãos empenhados em que o Natal tenha condições para ser melhor para todos companheiro!
Um abraço do tamanho da distância entre nós.


De duartenovale a 21 de Dezembro de 2008 às 20:26
E que nunca nos falte a força que nos une...
venham outros natais o natal dos sorrisos saciados
um natal envolvido em liberdade...
abraço do vale


De POESIA-NO-POPULAR a 22 de Dezembro de 2008 às 11:34
Duarte
As nossas convicções são fortes, alicerçadas na luta, em todos os campos, não fora a nossa luta e, este Natal seria bem pior.
Abraço grande companheiro


De Utopia das Palavras a 21 de Dezembro de 2008 às 21:42
Carinho, harmonia e paz
Muitos têm, outros não
Por iso o Natal me traz
Nostalgia no coração!

Bm Natal, companheiro

Um beijo


De POESIA-NO-POPULAR a 22 de Dezembro de 2008 às 11:39
Ausenda

Luta contra a nostalgia
Liberta-te da saudade
Rerás carinho e harmonia
Se procurares amizade.

Bom Natal poetisa
Um bjo de Natal


De lena a 21 de Dezembro de 2008 às 22:11
Natal, um dos periodos do ano mais alegre, onde pensamos em cada familiar e amigos
um do periodo do ano mais triste também, por todos que estarão sozinhos e não so.

Desejo te um Feliz Natal José,
na companhia de todos quem amas.

Beijinhos


De POESIA-NO-POPULAR a 22 de Dezembro de 2008 às 11:48
Lena
As desigualdades gritantes, levam à descrença, e o Natal apesar de ser festa de luz, perde brilho, e significado.
As crianças e a amizade são a razão, suficiente para o facto dos festejos natalícios.
Bom Natal, que seja como desejas amiga!
Bjos


De Samuel a 22 de Dezembro de 2008 às 00:27
Muito bonito! O sonho e os versos...

Abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 22 de Dezembro de 2008 às 11:50
É pelo sonho que lá chegamos, companheiro , os versos são o diálogo.
Abraço forte


De Ana Camarra a 22 de Dezembro de 2008 às 10:06
Já percebeste que gosto do Natal, gosto até pela carga de esperança de renovaçã, é um carregar de baterias de amor, para isso que dizes nos teus versos, dar esse amor e dignidade a todos.

Um beijo muito grande


De POESIA-NO-POPULAR a 22 de Dezembro de 2008 às 11:55
Ana
É tudo isso que muito bem dizes em poucas palavras , dignidade para todos.
bjos camarada


De Anónimo a 22 de Dezembro de 2008 às 14:18

Por falar em natais desiguais, e como não sei versar!!


É Dezembro.... é Natal
Venham lá essas prendinhas
E o Governo, o que dá ele?
Não dá nada p'ra ninguém?
É mentira, vejam bem
Dá-nos dois milhões de pobres
De pobres, de fome e tudo
Daquele calar tão mudo
De envergonhar o Natal
Neste País tão padrasto
A igualdade é um rasto
Mas rasto de Carnaval
E o Governo, o que dá ele?
Dá nada a quem nada tem
Numa réstia de desdém
Por quem vive do trabalho
Por quem já nasceu em perda
Quem não rouba, quem não herda
E dança com a mas feia
E ricos que montam teia
E o Governo, o que dá ele?
Dá-lhes muitos mais milhões
Aos banqueiros, aos ladrões
E porque??? Perguntem lá!!!
Pois então vou responder!!!
Farinha do mesmo saco
Carninha do mesmo naco
Pois se ele hoje é Menistreiro
Amanhã será banqueiro
Se o louro vem do loureiro
E o cavaco do pinheiro
Do povo vai o dinheiro
E o Governo, o que dá ele?
Ao povo.....dá aviso
È a crise.... isto está mal
E gozam com sorriso
P'rós ricos.... um bom Natal

E agora um Bom Natal para TODOS!!
um abraço amigo

V.A.A.


De POESIA-NO-POPULAR a 24 de Dezembro de 2008 às 00:23
Bela prosa querido amigo
vamos mandá-los para a rua
Este DESgoverno cheira a antigo
...Mas a luta continua!

Grande abraço, e o Natal possível!


Comentar post

."MAIS SOBRE MIM"

.pesquisar

 

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28


."POSTS RECENTES"

. QUEM TE VIU PORTUGAL!

. COM ABRIL NO PENSAMENTO

. OS POLÍTICOS

. VAMOS MONDAR ABRIL!!!!!!

. OS ALGOZES EM DELÍRIO.

. É URGENTISSIMO.

. A "CARIDADEZINHA"

. ACORDAI POVO!

. CAMINHOS ENVIESADOS

. CHOVEU NO FORMIGUEIRO

. ...

. "TEU SORRISO UM POEMA"

. HOJE COMO ONTEM!

. QUEM É... QUE CONTINUA A ...

. PARABENS CRAVO DE ABRI...

. SÁBADO 1 DE OUTUBRO

. DEMOCRACIA SEM ADJECTIVOS

. QUE MAIS TERÁ DE ACONTECE...

. FESTA DO ÁVANTE 2011

. "NÃO HÁ FESTA COMO ESTA2

. O TEMPO É DE LUTA!

. É URGENTE!

. SERÃO PRECISAS, AS PALAVR...

. JUNHO DE MÁ MEMÓRIA!

. COMO EU OS VEJO!

. ERA MAIO COM CHEIRO DE AB...

. DIA 29, CONTRA OS TIRANOS...

. A MINHA PRIMAVERA

. A BATOTA CONTINUA!

. PARABENS PCP

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. DVD de ALFREDO MARCENEIR...

."LINKS"

blogs SAPO

.subscrever feeds