Domingo, 16 de Novembro de 2008

UM NOVO TABU

 

 

 

-

O país vai parar, e ficar à espera que M.A. decida, se apoia ou não  Socrates, e se vai ser candidato às próximas legislativas pelo PS.

-

Eu penso que, o país já está parado há muito, o M.A. é que aproveitou o facto e...Pimba!

-

Na entrevista dada ao DN, gostei daquela parte em que o M. A. critica o facto de, a nossa agricultura e as pescas, terem chegado a este estado desastroso.

-

Eu pergunto: onde é que o homem esteve todo este tempo, para só agora ter visto esta realidade?

-

Não garantiu nada, não se comprometeu com coisa nenhuma, vai para o estado, de reflexão. Como convém, claro!

-

Foi uma cesta de uva, e um camião de parra!

-

Atenção portugueses - cuidado com os engôdos!

  

 

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 22:51
link do post | comentar | favorito
|
30 comentários:
De maria a 17 de Novembro de 2008 às 00:59
Deixa-me Rir
(Jorge Palma)

Deixa-me rir
Essa história não é tua
Falas da festa, do Sol e do prazer
Mas nunca aceitaste o convite
Tens medo de te dar
E não é teu o que queres vender

Deixa-me rir
Tu nunca lambeste uma lágrima
Desconheces os cambiantes do seu sabor
Nunca seguiste a sua pista
Do regaço à nascente
Não me venhas falar de amor

Pois é , pois é
Há quem viva escondido a vida inteira
Domingo sabe de cor
O que vai dizer Segunda-Feira

Deixa-me rir
Tu nunca auscultaste esse engenho
De que que falas com tanto apreço
Esse curioso alambique
Onde são destilados
Noite e dia o choro e o riso

Deixa-me rir
Ou então deixa-me entrar em ti
Ser o teu mestre só por um instante
Iluminar o teu refúgio
Aquecer-te essas mãos
Rasgar-te a máscara sufocante

Pois é, pois é
Há quem viva escondido a vida inteira
Domingo sabe de cor
O que vai dizer Segunda-Feira


Beijos!!!!!!!!


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Novembro de 2008 às 11:02
Maria
Gradamalha, só tu!
Bjos


De justine a 17 de Novembro de 2008 às 11:12
estava distraído, coitado! A idade não perdoa...


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Novembro de 2008 às 13:19
Justine
Nós sabemos que a distração dele é outra, tal como outros distraídos que mais tarde vieram gabar-se, das suas distrações.
Abraço


De Ludo Rex a 17 de Novembro de 2008 às 20:26
Nem sei como consegue ainda ser deputado...
Abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Novembro de 2008 às 21:45
Ludo
Ele é gordo mas, tem bom jogo de cintura, com uma no cravo e outra na ferradura, lá vai lá vai iludindo.
Abraço


De Zorze a 17 de Novembro de 2008 às 20:48
Manangão,

São tantos os engodos que pairam por aí. E são tantos a morderem a isca que torna difícil uma mudança mais rápida.

Abraço,
Zorze


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Novembro de 2008 às 21:51
Zorze
É chocante aquilo a que estamos a ssistir, esta cambada já não tem vergonha nem respeito por coisa nenhuma, e ainda aparecem estes palhaços, a gabarem-se que conseguiram i milhão e tresentos mil votos, e eu pergunto para que serviram?
Este povo não aprende!
Abraço amigo


De Jorge a 18 de Novembro de 2008 às 00:55

Camarada Manangão !

É mais um revolucionário Independente...!!!! ahahahahah

Grande abraço!!


De POESIA-NO-POPULAR a 18 de Novembro de 2008 às 16:10
Camarada Jorge
Este é pior, porque até consegue enganar os independentes!
Abraço


De fernando samuel a 18 de Novembro de 2008 às 21:57
Uma cesta de uvas ... mijonas...


Um abraço grande.


De Crixus a 18 de Novembro de 2008 às 22:28
Tens toda a razão ao alertar para os perigos deste tipo de discurso do MA, que pode levar ao engano pesoas bem intencionadas mas credulas. Eu sei que a ele ninguem o cala, mas se falasse menos e fizesse mais, acho que ninguem o ia levar a mal...
Abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 19 de Novembro de 2008 às 13:26
Tens razão camarada, só podem mesmo ser dessas.
Abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 19 de Novembro de 2008 às 13:32
Crixus
Esta papagáio palrrador, usa punhal,todos os dias.
Abraço


De Anónimo a 19 de Novembro de 2008 às 16:09

Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.

Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das águas
e os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.

Levam sonhos deixam mágoas
ai rios do meu país
minha pátria à flor das águas
para onde vais? Ninguém diz.

Se o verde trevo desfolhas
pede notícias e diz
ao trevo de quatro folhas
que morro por meu país.

Pergunto à gente que passa
por que vai de olhos no chão.
Silêncio -- é tudo o que tem
quem vive na servidão.

Vi florir os verdes ramos
direitos e ao céu voltados.
E a quem gosta de ter amos
vi sempre os ombros curvados.

E o vento não me diz nada
ninguém diz nada de novo.
Vi minha pátria pregada
nos braços em cruz do povo.

Vi minha pátria na margem
dos rios que vão pró mar
como quem ama a viagem
mas tem sempre de ficar.

Vi navios a partir
(minha pátria à flor das águas)
vi minha pátria florir
(verdes folhas verdes mágoas).

Há quem te queira ignorada
e fale pátria em teu nome.
Eu vi-te crucificada
nos braços negros da fome.

E o vento não me diz nada
só o silêncio persiste.
Vi minha pátria parada
à beira de um rio triste.

Ninguém diz nada de novo
se notícias vou pedindo
nas mãos vazias do povo
vi minha pátria florindo.

E a noite cresce por dentro
dos homens do meu país.
Peço notícias ao vento
e o vento nada me diz.

Quatro folhas tem o trevo
liberdade quatro sílabas.
Não sabem ler é verdade
aqueles pra quem eu escrevo.

Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.

Mesmo na noite mais triste
em tempo de sevidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.

Manuel Alegre

Tal como o governo M.A. não é excepção ,e também anda ao sabor do vento!!!!!O tabu talvez acabe quando o vento trouxer resposta!!!!!

Abracos
V.A.A.


De POESIA-NO-POPULAR a 19 de Novembro de 2008 às 21:51
Amigo V.A.A.
Agradável surpresa a sua, vou brindá-lo com estas duas quadras, que definem o lugar, do dito cujo e o nosso.

Ele vivi ao saboer da esperteza
Qualquer vento ele apanha
Reclama-se de muita pureza
Mas não dispensa a artimanha

Esquece que nós andamos
Por cá à bastante tempo
Mas como ele não embarcamos
Nas arestas de qualquer vento.

Meu amigo um grande abraço, e esperemos que o vento lhe traga a resposta que ele merece.



De São Banza a 19 de Novembro de 2008 às 23:47
E ainda este é dos que fala...porque o resto do PS está de boca fechada.
Fica bem, companheiro.


De POESIA-NO-POPULAR a 21 de Novembro de 2008 às 22:12
São
Este fala para não estar calado, os outros calam para não falarem:-entre uns e outros venha o diabo e escolha!
Abraço amiga


De CRN a 19 de Novembro de 2008 às 23:50
José,
Um engodo anestesiante, um foguete cor-de-rosa num céu amarelo ou um foguete amarelo num céu cor-de-rosa, do Alegre ao zé pinto coelho vai um leque de cores nas quais jamais verás vermelho.

A revolução é hoje!


De POESIA-NO-POPULAR a 21 de Novembro de 2008 às 22:14
CRN
A côr preduminante :-é o negro!
Abraço camarada


Comentar post

."MAIS SOBRE MIM"

.pesquisar

 

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28


."POSTS RECENTES"

. QUEM TE VIU PORTUGAL!

. COM ABRIL NO PENSAMENTO

. OS POLÍTICOS

. VAMOS MONDAR ABRIL!!!!!!

. OS ALGOZES EM DELÍRIO.

. É URGENTISSIMO.

. A "CARIDADEZINHA"

. ACORDAI POVO!

. CAMINHOS ENVIESADOS

. CHOVEU NO FORMIGUEIRO

. ...

. "TEU SORRISO UM POEMA"

. HOJE COMO ONTEM!

. QUEM É... QUE CONTINUA A ...

. PARABENS CRAVO DE ABRI...

. SÁBADO 1 DE OUTUBRO

. DEMOCRACIA SEM ADJECTIVOS

. QUE MAIS TERÁ DE ACONTECE...

. FESTA DO ÁVANTE 2011

. "NÃO HÁ FESTA COMO ESTA2

. O TEMPO É DE LUTA!

. É URGENTE!

. SERÃO PRECISAS, AS PALAVR...

. JUNHO DE MÁ MEMÓRIA!

. COMO EU OS VEJO!

. ERA MAIO COM CHEIRO DE AB...

. DIA 29, CONTRA OS TIRANOS...

. A MINHA PRIMAVERA

. A BATOTA CONTINUA!

. PARABENS PCP

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. DVD de ALFREDO MARCENEIR...

."LINKS"

blogs SAPO

.subscrever feeds