Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

A POESIA NA ESCOLA

-

Não é, o que parece!

Não sou professor primário, apenas acedi a um pedido para dizer a minha poesia ás crianças da Escola de S. Sebastião da Pedreira, onde estão as minhas netas.

Deixo aquí uma de muitas que li, para álem do diálogo com as crianças, que sabem muito mais do que alguns possam pensar.

*

" ERA UMA VEZ

*

 Era uma vez dois meninos

Que eram muito endiabrados

Apesar de pequeninos

Eram muito desatinados

+

Portavam-se muito mal

E não aprendiam nada

Seu comportamento era tal

Tinham sempre bola encarnada

*

Não conseguiam fazer amigos

para no recreio brincar

Por isso ficaram arrependidos

E começaram a atinar

*

Passaram a fazer tudo bem

Na aula são os melhores

São bola verde e tambem

Sã a alegria dos professores.

+

josémanangão

*

Já tinha tido esta experiência em escolas de Setúbal, mas tive que desistir pois a deslocação, era dispêndiosa, incomportável para o meu orçamento, de pensionista.

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 22:49
link do post | comentar | favorito
|
35 comentários:
De Ludo Rex a 6 de Novembro de 2008 às 23:51
Muito bem Companheiro. A Poesia é também um grande instrumentos didáctico. Gostei de te ver na foto. Continua esse trabalho.
Abraço Forte


De POESIA-NO-POPULAR a 7 de Novembro de 2008 às 19:52
Ludo
É claro que vou continuar, as solicitações são muitas, e depois os comunistas adoram crianças, ao pequeno almoço, ao almoço, ao lanche e ao jantar, e se possível saudáveis instruídas, ao ponto de saberem exigir os seus direitos e culturalmente ricas, e felizes.
Estas são as minhas exigências.
Abraço companheiro


De fernando samuel a 7 de Novembro de 2008 às 00:17
Aí está uma experiência rica - para as crianças e para o poeta, certamente.


Um abraço.


De POESIA-NO-POPULAR a 7 de Novembro de 2008 às 19:59
É verdade camarada!
As crianças são terra pura que mereçe a melhor semente, para darem a melhor colheita!
As crianças são os caminhos para o futuro!
Abraço grande, camarada!


De Jorge a 7 de Novembro de 2008 às 01:12

Camarada Manangão,...tu és sim Professor,...quem ensina dessa maneira consciencial as crianças (até pareço o Zorze) só pode ser um professor. Felizes das crianças que podem usufruir de tão valoroso e consciente professor.

Abraço!


De POESIA-NO-POPULAR a 7 de Novembro de 2008 às 20:07
Olá camarada Jorge
Obrigado pelas tuas palavras, mas sinto que cumpro apenas o meu dever de cidadão para com a sociedade, as crianças merecem que nós façamos tudo por elas, inclusive a livrarem-se das garras dos abutres, todos temos a obrigação de nos preocupar-mos com as crianças!
Abraço grande.


De Zorze a 7 de Novembro de 2008 às 20:15
Manangão,

Que belo serviço prestas à sociedade.
Logo de pequenitos quando as suas consciências se começam a moldar.

Abraço,
Zorze


De POESIA-NO-POPULAR a 7 de Novembro de 2008 às 22:12
Zorze
como diz o ditado "é de pequenino que se torce o pepino", tambem como cantava o "zeca" "o que faz falta é avizar a malta "
Agora a sério companheiro, é preciso retirar as crianças das garras dos abutres, é a maomé que compete ir à montanha, passo o pleonasmo.
Abraço grande companheiro.


De POESIA-NO-POPULAR a 7 de Novembro de 2008 às 22:15
Zorze
Desculpa, o que eu queria dizer era AVISAR, e não avizar.
Noutros tempos obrigavam-me a repetir 50 vezes!
abraço


De Jofre de Lima Monteiro Alves a 7 de Novembro de 2008 às 22:27
Andei afastado da blogosfera por motivo de doença dum ente querido. Regresso agora e venho de mansinho ver este blogue que tanto aprecio pela sua qualidade e valia, um local de empenho, dinâmica, e vontade, que tanto aprecio. Desejo boa semana com tudo de bom.


De POESIA-NO-POPULAR a 7 de Novembro de 2008 às 23:38
Olá querido amigo Jofre Alves!
Espero que tudo esteja a correr pelo melhor, de forma a minimizar o seu sofrimento.
O mesmo digo do seu cantoque muito prazer me dá ao vizitá-lo.
Fico grato pelas suas palavras que muito me sensibilizão, as melhoras do seu ente querido, e que tudo corra pelo melhor
abraço amigo


De lena a 7 de Novembro de 2008 às 22:28
Que bom José levar tua poesia as escolas...
dessas crianças algumas vão apanhar esse virus..
Começastes a escrever de pequeno ?

um beijo


De POESIA-NO-POPULAR a 7 de Novembro de 2008 às 23:54
Olá Lena!
Sim amiga, sempre tive o gosto pelas letras, pelas artes, infelismente não tive possibilidades de estudar para além da 4ª classe, aos doze anos fui para manderete num cabeleireiro , lá me formei profissionalmentedepois tive dois salões meus, hoje estou reformado e vivo em Palmela numa quintarola, sou hortelão, e nas horas vagas sou cibernauta,
Desde miudo que a poesia me fascinava , tinha muita coisa na gaveta, até que um dia uma amiga, me mostrou umas coisas dela , e eu que colecionava moedas, passei acolecionar poesia.
E agora pergunto eu;o que é que eu tenho que estar a tomar o teu tempo com estas vaidades?
Mas... foste tu, que me provocas-te.
Desculpa amiga
Um bjo


De lena a 8 de Novembro de 2008 às 00:48
José, ja publicastes algum livro ?

Beijinhos


De POESIA-NO-POPULAR a 8 de Novembro de 2008 às 17:36
Lena
Estou agora a organizar-me, tentando compilar umas coisas, para publicar, sabes que, é muito difícil, porque o tempo é de crise generalizada. Se me perguntares se gostaria, claro que sim, mas, há sempre um mas, e esse mas é o principal.
Já adivinhas-te?
Bjo amiga


De Anónimo a 8 de Novembro de 2008 às 15:56
Podes se dizer que a poesia foi á escola, pelo que eu sei tanto na primária como no secundário ela anda afastada, não sei se estou enganado???Mas alguns preferem obrigar a cumprir programas ...
V.A.A.


De POESIA-NO-POPULAR a 8 de Novembro de 2008 às 17:48
Olá meu amigo
Não, não está nada enganado, penso até que acertou em cheio, eu sempre ouvi dizer "Quem corre por gosto não cansa".
É minha convicção que a culpa do insucesso escolar,está na obrigatoriedade de cumprir programas.
Ninguem me tira da cabeça, que tudo isto tem a ver com o SISTEMA.
Obrigado pela vizita. Abraço amigo


De Ana Camarra a 8 de Novembro de 2008 às 21:32
Para além de ser importantissimo o contacto das crianças com a poesia não é menos importante este contacto entre gerações.
Eu sei quetu tens uma grande cuumplicidade e proximidade com as tuas netas, ainda bem para ti e para elas, mas hoje em dia muitos miudos não tem essa ligação fundamental, assim foste poeta e avô emprestado.
Faz falta existirem adultos, seniores, com tento para lhes contarem outras coisas, mostrarem outras histórias, saberem sorrir com eles e brincar também.

beijos


De POESIA-NO-POPULAR a 9 de Novembro de 2008 às 00:06
Ana
Este ano, na altura das férias, fui até Galapos, mais as minhas netas, acreditas que; a palavra que mais se ouvia era avô e avó.
Nos meus contactos com as crianças, noto que têm muita falta de afecto , e muita necessidade, de serem ouvidas e de se fazerem ouvir.
O nosso sistema de ensino, é chato e pouco exigente, não entusiasma os professores nem os alunos, porque ambos estão ali para cumprir o program ofícial.
É caso para perguntar :-aonde está a tão apregoada Livre iniciativa?
Bjo camarada


De jrd a 8 de Novembro de 2008 às 22:22
Não és professor mas és Mestre!


De POESIA-NO-POPULAR a 9 de Novembro de 2008 às 00:20
jrd
Saber aprender é um princípio básico para saber ensinar.
As crianças precisam de alguem que as oiça, e lhes agúce os sentidos, e quando for necessário travar, é sinal que vão no bom sentido.
Já me tem acontecido , converssar com as minhas netas, de uma forma mais pormenorizada, pensando eu, que elas ainda não compreendem, e obtenho como resposta:-ó avô, mas isso é óbvio!
Obrigado amigo
Um abraço.


Comentar post

."MAIS SOBRE MIM"

.pesquisar

 

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28


."POSTS RECENTES"

. QUEM TE VIU PORTUGAL!

. COM ABRIL NO PENSAMENTO

. OS POLÍTICOS

. VAMOS MONDAR ABRIL!!!!!!

. OS ALGOZES EM DELÍRIO.

. É URGENTISSIMO.

. A "CARIDADEZINHA"

. ACORDAI POVO!

. CAMINHOS ENVIESADOS

. CHOVEU NO FORMIGUEIRO

. ...

. "TEU SORRISO UM POEMA"

. HOJE COMO ONTEM!

. QUEM É... QUE CONTINUA A ...

. PARABENS CRAVO DE ABRI...

. SÁBADO 1 DE OUTUBRO

. DEMOCRACIA SEM ADJECTIVOS

. QUE MAIS TERÁ DE ACONTECE...

. FESTA DO ÁVANTE 2011

. "NÃO HÁ FESTA COMO ESTA2

. O TEMPO É DE LUTA!

. É URGENTE!

. SERÃO PRECISAS, AS PALAVR...

. JUNHO DE MÁ MEMÓRIA!

. COMO EU OS VEJO!

. ERA MAIO COM CHEIRO DE AB...

. DIA 29, CONTRA OS TIRANOS...

. A MINHA PRIMAVERA

. A BATOTA CONTINUA!

. PARABENS PCP

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. DVD de ALFREDO MARCENEIR...

."LINKS"

blogs SAPO

.subscrever feeds