Domingo, 13 de Julho de 2008

B. I.

-

               Nome: Revolução dos Cravos

               Filiação: M.F.A. e o Povo

               Desejo: acabar com os nababos

               Fazer de Portugal um país novo

-

               Alguns cravos já pereceram

               Outros precisam  ser regados

               Uns quantos degeneraram

               Muitos estão bem enraizados

-

               Recusando ficar de joelhos

               Resistindo á praga da tentação

               Sem debotarem - sempre vermelhos

               Sem confundir, realidade com ilusão

-

               Cravos D,Abril, bem conhecidos

               Mas interditos na casa do "patrão"

               E, em opulentos eventos renascidos

               Por serem, memória viva,da Revolução!

-

                Josémanangão

-

foto notícias sábado

 

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 17:01
link do post | comentar | favorito
|
33 comentários:
De maria a 13 de Julho de 2008 às 19:07
Gostei do teu B.I., Camarada!!!!

Beijos


De POESIA-NO-POPULAR a 13 de Julho de 2008 às 23:53
Maria
Obrigado, a tua opinião é importante para mim .
Grande abraço camarada
JM


De Utopia das Palavras a 13 de Julho de 2008 às 21:04
Foram cravos de um País novo
Da nossa Revolução, espelhos
Têm raíz no povo
Serão cravos sempre vermelhos!

Um abraço
Ausenda


De POESIA-NO-POPULAR a 14 de Julho de 2008 às 00:00
Ausenda

Sempre vermelhos...Bem vivos,
-como o sangue e o coração
Solidários colaborantes e activos
Defendendo as conquistas da Revolução

Ps: (salvo seja) não me esqueci de pô a desgarrada no outro blog, já está pronta é só postar.
Abraços para vós!


De Utopia das Palavras a 14 de Julho de 2008 às 14:43
Em relação ao teu PS (salvo seja)
Quero ver como fica postada
E que completa se veja
A nossa desgarrada
Abraço amigo


De fernando samuel a 13 de Julho de 2008 às 22:05
Bonito!

Memória viva da revolução, sem dúvida.

Abraço amigo.


De POESIA-NO-POPULAR a 14 de Julho de 2008 às 00:10
Fernando Samuel
Eu preferia não ter que dizer estas coisas, mas sim outras, que nos dessem mais satisfação, mas fazer a denúncia, da trição e do despotismo, faz parte, da nossa luta.
Grane abraço
JM


De Zorze a 13 de Julho de 2008 às 23:05
É o meu B.I. também. Mais outro excelente poema do meu Amigo Manangão.

Abraço,
Zorze


De POESIA-NO-POPULAR a 14 de Julho de 2008 às 00:15
Amigo Zorze
O nosso B.I. é o da luta contra os tiranos, que só não nos rapinam o ar porque não conseguem!
Grande abraço amigo
JM


De Sal a 13 de Julho de 2008 às 23:12
Excelente poema, camarada.
Nem outra coisa esperaria aí desse lado.
E muito verdadeiro, também.
beijinhos


De POESIA-NO-POPULAR a 14 de Julho de 2008 às 00:23
Sal
Como seria bom, não ter que dizer estas verdades!
Acabo de ouvir a notícia de que pela primeira vez um banco cá do burgo, vai declarar prejuízo, o do tal banqueiro que achava que devia pagar mais IRS.
Isto até dá para os capitalistas brincarem !
Bjos e abraços
JM


De MPS a 13 de Julho de 2008 às 23:19
Caro Manangão

Bela mensagem nos deixa.

Um abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 14 de Julho de 2008 às 00:26
Amiga MPS
Muito obrigada pelas suas palavras, que para mim merecem todo o crédito!
Abraço


De Caparica Red Neck a 14 de Julho de 2008 às 00:01
Menos mal que existem blogues, e gente, com estas inquietações, força na bomba, porque hoje, depois de tanto tempo, é necessário ter.. Razões!


De POESIA-NO-POPULAR a 14 de Julho de 2008 às 00:38
Meu caro
Razões e objectivos!
A nossa vivência não tem que ser, fatalmente esta que nos querem impingir, até a democracia pode ser uma ditadura ;se não for paricipativa, as virtudes da democracia não se esgotam num voto de quatro em quatro anos, talvez por isso estejamos a braços com uma ditadura neoliberal, penso que não existem dúvidas sobre isso?
Abraço
JM


De CRN a 14 de Julho de 2008 às 15:34
Dúvidas? Em absoluto!


De Lena a 14 de Julho de 2008 às 10:40
Muitos cravos mucharam
porque apos do 25 de abril muitos pensavam que ja não havia nada a fazer,
que tudo iria cair do céu
assim os mais espertos conseguiram "aruinar" esse pais plantado a beira mar, enquanto os outros, que é a maior parte do povo sobrevive como pode.

Ainda bém que ha vozes como a tua e outras que vou lendo pela a net, que vão sempre denunciando...

bom principio de semana José

Beijinhos


De POESIA-NO-POPULAR a 14 de Julho de 2008 às 12:30
Lena
E isso que dizes, democracia devia ser todos a participarem, mas alguns politiqueiros meteram na cabeça das pessos que bastava votar de quatro em quatro anos, e agora temos aí outra ditadura :-a do Liberalismo!
Obrigado amiga, volta sempre , a tua opinião é muito importante!
Bjos


De Sensei a 14 de Julho de 2008 às 18:40
Quando em ti a esperança
começar a desvanecer
procura bem lá dentro a criança
com a força e a fúria de viver

Faz deste Portugal a força
com que havemos de vencer
Jamais aceitaremos a forca
onde nos querem meter

Não sou poeta nem pretendo sê-lo, apenas procuro por vezes a força nas palavras e, que fortes que elas se tornam, por vezes bem mais que a brutalidade das armas, têm a força da razão!

Gostei do teu BI é igual ao que sinto no meu!


De POESIA-NO-POPULAR a 14 de Julho de 2008 às 22:09
Sensei

Nunca, em mim a esperança
-irá desvanecer...camarada!
Nem a forca,tão pouco a vingança
-metem medo -a quem não teme nada!

O BI é comum a todos nós!
Abraço


De Ana Camarra a 14 de Julho de 2008 às 19:04
É necessário regar essa sementeira sempre.
Por cada cravo que murcha ou semente desaparecida, outras germinam.
É essa a nossa convicção, é essa a força da nossa razão.
Apesar de todas as investidas as palavras de Ary dos Santos resistem
AGORA NINGUEM MAIS CERRA AS PORTAS QUE ABRIL ABRIU

grande abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 14 de Julho de 2008 às 22:14
Ana
Bonitas belas e certeiras... As tuas palavras, que são as palavras de Ary, e tambem a razão que nos anima.
-E os cravos vermelhos continuam a nascer e a florir, resistindo a todas as tempestades!
Abraço amiga
Jm


Comentar post

."MAIS SOBRE MIM"

.pesquisar

 

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28


."POSTS RECENTES"

. QUEM TE VIU PORTUGAL!

. COM ABRIL NO PENSAMENTO

. OS POLÍTICOS

. VAMOS MONDAR ABRIL!!!!!!

. OS ALGOZES EM DELÍRIO.

. É URGENTISSIMO.

. A "CARIDADEZINHA"

. ACORDAI POVO!

. CAMINHOS ENVIESADOS

. CHOVEU NO FORMIGUEIRO

. ...

. "TEU SORRISO UM POEMA"

. HOJE COMO ONTEM!

. QUEM É... QUE CONTINUA A ...

. PARABENS CRAVO DE ABRI...

. SÁBADO 1 DE OUTUBRO

. DEMOCRACIA SEM ADJECTIVOS

. QUE MAIS TERÁ DE ACONTECE...

. FESTA DO ÁVANTE 2011

. "NÃO HÁ FESTA COMO ESTA2

. O TEMPO É DE LUTA!

. É URGENTE!

. SERÃO PRECISAS, AS PALAVR...

. JUNHO DE MÁ MEMÓRIA!

. COMO EU OS VEJO!

. ERA MAIO COM CHEIRO DE AB...

. DIA 29, CONTRA OS TIRANOS...

. A MINHA PRIMAVERA

. A BATOTA CONTINUA!

. PARABENS PCP

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. DVD de ALFREDO MARCENEIR...

."LINKS"

blogs SAPO

.subscrever feeds