Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

CAMARADAS

-

      Por estradas por aceiros

      Por caminhos da sabedoria

      Companheiras e companheiros

      Pelas avenidas da utopia

-

      correndo contra o tempo

      Inimigo;- por vezes aliado

      Semeando ideias no vento

      E na luta que vem do passado

-

      Desmascarando a intenção

      De pretensos democratas

      que não parecem, mas são

      Politiqueiros "vira-casacas"

-

      Por caminhos da sabedoria

      Por estradas por aceiros

      Pelas avenidas da utopia

      Lá chegaremos companheiros!

-

      Josémanangão

 

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 23:16
link do post | comentar | favorito
|
25 comentários:
De Sal a 24 de Junho de 2008 às 00:24
Belo poema. Lá chegaremos, camarada!

beijinho, boa semana.



De POESIA-NO-POPULAR a 24 de Junho de 2008 às 14:16
E se possível, ao som da nossa canção, camarada! Ávante!
Bjinhos e abraços
JM


De justine a 24 de Junho de 2008 às 15:20
Chegaremos sim, é só não parar!!


De POESIA-NO-POPULAR a 24 de Junho de 2008 às 20:24
Justine
Parar é morrer, havemos de chegar bem vivos, para fazer-mos a festa!
Abraço
JM


De Crixus a 24 de Junho de 2008 às 19:21
Mais um belo poema camarada, e desta vez com o melhor tema de todos a amizade que se forja na luta. Alem disso tambem uma bela foto que deve ter sido tirada na Marcha de 1 de Março. Um Abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 24 de Junho de 2008 às 20:29
Crixus
Exactamente, a foto é da Marcha, precisamente, na altura em que exibiamos o cartão de militante!
Abraço
JM


De jrd a 24 de Junho de 2008 às 19:31
Boa jornada Amigo.
Uma abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 24 de Junho de 2008 às 20:31
jrd
Decerto será uma bela jornadaObrigado amigo
Abraço
JM


De Utopia das Palavras a 24 de Junho de 2008 às 22:05
Camarada Manangao

Chegaremos concerteza
O nosso caminho é lutar
Punho erguido com firmeza
Lá havemos de chegar

Um abraço
Ausenda


De POESIA-NO-POPULAR a 24 de Junho de 2008 às 22:44
Camarada Ausenda

Por me teres desafiado,
vou responder-te a rimar
Lá chegaremos lado a lado
Iremos todos festejar

Quando será? Não sabemos,
mas o futuro por nós espera
Porque nós não desistiremos,
de ter a nossa Primavera

Abraços
JM


De Utopia das Palavras a 25 de Junho de 2008 às 10:51
Não resisto a responder

A política nem sempre é séria
Neste País de desmando
O povo vive na miséria
Até quando! Até quando!

Na insistente luta do povo
Está a força da razão
Cada passo é um dia novo
Cada abraço, a união!

(extracto de post ainda por publicar)
Abraços camarada
Ausenda


De POESIA-NO-POPULAR a 25 de Junho de 2008 às 12:45
CAmarada Ausenda, vou seguir a tua rima!

União que, a força...cria
Incentivando a rebelião
Por uma outra democracia
Que concretize a Revolução

Que rejuvenesça os cravos
Retirando-os dos canhões
Para que acabem os escravos
Filhos das falsas revoluções.

Vou passar esta desgarrada como diz a Maria do "cheirodailha" para o "poetas populares", com a tua aprovação, claro!
Abraços


De Utopia das Palavras a 25 de Junho de 2008 às 17:19
Comigo podes desgarrar
Estou sempre à disposição
Pro Poetas Populares podes passar
Dou-te a minha autorização

Ausenda


De Zorze a 24 de Junho de 2008 às 23:30
Mais um belo poema que o amigo Managão nos tem, muito bem, habituado.
E na foto está a nossa querida Odete. Uma mulher por quem tenho muita admiração.

Abraço,
Zorze


De POESIA-NO-POPULAR a 24 de Junho de 2008 às 23:55
Zorze
A nossa querida Odete, e logo atraz estou eu, um bocado atrapalhado para exibir o meu cartão!Sobre a Camarada Odete Santos, apenas direi que é uma pessoa extraordinária, e pronto!
Abraço amigo
JM


De Zorze a 25 de Junho de 2008 às 22:57
Pela foto vê-se que estava difícil tirar o cartão de militante. Seriam os cartões de crédito a atrapalhar ?
Amigo Manangão, estou a brincar.

Abraço,
Zorze


De Sensei a 25 de Junho de 2008 às 02:54
Já não podemos esperar para lá chegar.
Temos que fazer o chegar agora!

Eles não são honestos, eles sabem muito bem o que estão a fazer, compete-nos a nós não deixar.

No meu blogue declarei guerra à falta de honestidade dos socialistas de direita, assim como aos sociais-democratas, ambos com conceitos de democracia "à la carte"

No Barreiro eles são particularmente perniciosos, mas no Sensei e noutros de grande categoria como na Ana Camarra, eles esbarram com quem não se intimida.

Obrigado pela visita, gostei do seu Blogue, vou linka-lo.
Excelente foto da Odete Santos e muito boas rimas, parabéns.

Sensei


De POESIA-NO-POPULAR a 25 de Junho de 2008 às 13:00
Sensei
Uma das causas da:-não concretzação da união na, ou da, esquerda, conciste precisamente no tempo e na forma de se atingirem, os objectivos, eles têm tudo na mão, por vontade do povo, só povo poderá retirar-lhes tudo novamente.
Exemplos recentes noutros países mostram-nos, o caminho seguro e certo.
Eu tenho a mesma opínião que o amigo, manifesta sobre eles os falsos (democratas e Socialistas), mas na colho fruta verde!
Abraço amigo, a luta é o caminho!


De fernando samuel a 25 de Junho de 2008 às 14:40
BONITO!

Caminhando pelas avenidads da utopia - de mãos dadas - chegaremos ao destino que queremos.

Abraço amigo.


De POESIA-NO-POPULAR a 25 de Junho de 2008 às 15:39
F.Samuel
Com a força da nossa convicção o caminho tornar-se-à mais fácil, mas será sempre um caminho de luta!
Que ninguém tenha dívidas sobe esse aspecto!


De Samuel a 25 de Junho de 2008 às 23:13
Como dizia o nosso companheiro e teu "parceiro" dos versos, o grande poeta espanhol António Machado,

"Caminante no hay camino
se hace camino al andar...
Golpe a golpe
verso a verso"

Bonitos versos, José Manangão!

Abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 26 de Junho de 2008 às 00:30
Então caminhemos, companheiro de luta!
Abraço
JM


De MPS a 26 de Junho de 2008 às 16:18
Interessante desgarrada. Mas nessa não me meto, que a tanto me não atrevo!

Tem razão o meu amigo: são vira-casacas. Aliás, viram o fato todo!

Um abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 26 de Junho de 2008 às 22:33
Amiga MPS
Isto só mostra a fragilidade que este povo sente, ao cair constantemente em promessas, sendo imcapaz de mostrar capacidade de indignação, ou até...
abraço


Comentar post

."MAIS SOBRE MIM"

.pesquisar

 

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28


."POSTS RECENTES"

. QUEM TE VIU PORTUGAL!

. COM ABRIL NO PENSAMENTO

. OS POLÍTICOS

. VAMOS MONDAR ABRIL!!!!!!

. OS ALGOZES EM DELÍRIO.

. É URGENTISSIMO.

. A "CARIDADEZINHA"

. ACORDAI POVO!

. CAMINHOS ENVIESADOS

. CHOVEU NO FORMIGUEIRO

. ...

. "TEU SORRISO UM POEMA"

. HOJE COMO ONTEM!

. QUEM É... QUE CONTINUA A ...

. PARABENS CRAVO DE ABRI...

. SÁBADO 1 DE OUTUBRO

. DEMOCRACIA SEM ADJECTIVOS

. QUE MAIS TERÁ DE ACONTECE...

. FESTA DO ÁVANTE 2011

. "NÃO HÁ FESTA COMO ESTA2

. O TEMPO É DE LUTA!

. É URGENTE!

. SERÃO PRECISAS, AS PALAVR...

. JUNHO DE MÁ MEMÓRIA!

. COMO EU OS VEJO!

. ERA MAIO COM CHEIRO DE AB...

. DIA 29, CONTRA OS TIRANOS...

. A MINHA PRIMAVERA

. A BATOTA CONTINUA!

. PARABENS PCP

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. DVD de ALFREDO MARCENEIR...

."LINKS"

blogs SAPO

.subscrever feeds