Quinta-feira, 30 de Outubro de 2008

O ENSINO QUE NÃO EXISTE!

-

As televisões fizeran grande alarido sobre o ranking das escolas, e ele foi arrasador para as escolas do ensino público esquecendo as televisões que tambem elas contribuem para grande parte do insucesso escolar, ou no mínimo não ajudam nada.

-

As escolas do ensino privado arrecadaram todos os lugares cimeiros (porque será?) do ranking, com o Colégio S. João de Brito (Lisboa) em 1º lugar, sendo que a primeira escola do ensino público Escola D. Maria (Coimbra) aparece no 18º lugar do ranking.

-

O que é, que está mal? (apesar de, para este DESgoverno, estar tudo bem)

-

Eu sei que os professores são todos parecidos e merecedores do nosso respeito, as escolas tambem são parecidas, mas as crianças: - será que elas são o reflexo do salário dos pais?

-

Eu deixo esta pergunta à consideração dos DESgovernantes.

-

Onde está aquela frase batida, "Todos à partida têm o mesmo direito de igualdade de oportunidades"?????????

Eu disse à partida, porque até à chegada, vale tudo.

-

QUE GRANDES MENTIROSOS!!!!!!!

 

 

 

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 09:36
link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

A ALTERNATIVA

-

Conivência descarada , entre bancos e DESgoverno!

-

Os bancos como empresas privadas que são; fazem o favor, ao DEsgoverno, de conceder crédito aos portugueses (juro incomportável) com o intuíto de os manter felizes e satisfeitos.

-

Entretanto os senhores banqueiros deslumbraram-se e (governaram-se à grande é à francesa), a situação chegou ao ponto de, o DESgoverno ter de intervir com dinheiros públicos, actuando como avalista dos senhores banqueiros, que recusam admitir que, a ajuda é feita aos seus bancos , mas sim ás famílias portuguesas endividadas.

-

Assim acusando-se e desculpamdo-se mútuamente, engendram novas formas de ajudar(vigarizar), os portugueses que continuam a ser enganados pelos dois lados, o DESgoverno porque não cria as condições para que os portugueses possam ter melhor nível de vida, e os bancos porque concedem crédito de mil , cobrando quatro mil.

-

O Estado quando não tem dinheiro,aumenta os impostos,ou vende património.

Com os portugueses acontece o mesmo,(Se é que, ainda existem os anéis)

...E os bancos? Alguem sabe o valor do património dos bancos , e dos senhores banqueiros?

...E os portugueses poupadinhos como eu, que não contraíram empréstimos, que temos nós a ver, com esta sal ganhada?

-

Só nos resta estar do lado certo, e o lado certo é, votar bem, e votar bem é votar PCP/CDU.

Não existe outra alternativa!

 

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 21:23
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Outubro de 2008

VASCO GONÇALVES

"Análise da situação política" apresentada na Assembleia do MFA na 2ª semana de Julho de 1975.

*

1.1 o ataque do capital

-

É preciso que fique bem claro que o fascismo não é o capitalismo, mas apenas uma forma de expressão do seu domínio. Assim, quando se destrói o fascismo, agride-se mas não se destrói o capitalismo. A situação desenvolvida após o 11 de Março prova, sem margem para dúvidas que o capitalismo possui um arsenal de manobras insidiosas cujo perigo e eficácia são tremendos até porque não sendo frontais confundem muitos camaradas.

Alguns passos firmes dados a seguir ao 11 de Março, no sentido de avançar com o processo revolucionário, respondeu o capitalismo com uma série de acções que se podem inumerar:

-Recrudescimento do boicote económico externo e sabotagem económica.

-Recrudescimento da campanha contra-revolucionária ao nível dos órgãos de imformação internos e externos ao serviço do capital.

- Exploração fora do seu contexto real, de casos como a "República" e a Radio Renascença.

- Deturpação do sentido das eleições e da Assembleia Constituinte e subsequente exploração.

- Escalada desenfreada das reivindicações salariais.

- Agitação ao nível das empresas de serviços

- Aproveitamento das diferenças de opinião ou dúvidas existentes no seio do MFA no sentido de dividir os seus órgãos fundamentais: Conselho da Revolução, Governo Provisório e COPCON.

- Aliança com as correntes esquerdistas no sentido de infiltrar e desagregar as Forças Armadas deminuindo ou anulando a sua capacidade de actuação.

- Paralização do aparelho de Estado com base no empastelamento burocrático e na legislação fascista ainda existente, bem como a falta de autoridade real dos quadros.

- Exploração intensa do anticomunismo atávico de grande parte do povo português, procurando enquadrar todos os conflitos numa prespectiva de opção pró ou contra o comunismo.

Perante estas e outras acções que se desenvolvem, devem os camaradas do MFA fazer um grande esforço de lucidez, não se deixando arrastar para a luta no campo do inimigo, o que acontece sempre que se analisam casos isolados esquecendo ou minimizando a manobra geral que os enquadra. Há que evitar constantemente que  "a árvore esconda a floresta": se as opções são aida  "revolução" ou " contra-revolução" é preciso compreender que não são os casos pontuais que definem a atitude do MFA e a sua opção de classe.

É revolucionário tudo  quanto faz avançar globalmente a revolução e é contra-revolucionário tudo quanto, globalmente a  faz recuar ou lhe cria novas dificuldades.

Não é através de juízos de valor para casos isolados que se caracteriza a revolução ou a contra-revolução. A opção do MFA  pelas classes trabalhadoras parte de uma definição política clara e de uma prática clara e de uma prática constante e coerente com essa definição.

...Era assim que Vasco Gonçalves pensava, e divulgava aos seus camaradas do MFA.  Mas... Este Contra-revolucionário

Conluiado com este

Conduziram-nos a este estado calamitoso!

-

Será que aprendemos a lição??????

 

 

 

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 15:47
link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Outubro de 2008

"A VIDA COMO ELA É"

 

-

Será que faz sentido?

A vida como ela é;

Tudo e nada é permitido

O importante é esquecido

Cai...O que devia ficar de pé

*

Será péssimismo meu?

Estarei pouco humorado?

Será que a maioria percebeu

Serei um dos que não entendeu

Que a vida é bem abençoado

*

A vida não é assim!

Como obra do acaso

Ela tem princípio e fim

Não chega dizer-lhe sim

Nem querer marcar-lhe prazo

*

A vida não tem que ser

O que nos querem impingir

Temos uma palavra a dizer

A vida será o nosso querer

Queremos e vamos conseguir.

*

Josémanangão

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 15:49
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Outubro de 2008

BRINCANDO COM AS PALAVRAS

_

Esta noite eu sonhei

Com as palavras...Brincava

Com elas eu desenhei

O futuro e acreditei

Que nele tudo se conjugava

Fiz muitas frases com elas

Algumas para recordar

Escrevi páginas tão belas

Abri portas abri janelas

Eu fiz o Mundo pensar

Misturei ternura com amor

Só para ver o que dava

Apareceu-me um mundo melhor

Sem diferenças físicas ou de côr

Onde toda a gente se respeitava

Era o tempo de paz e alegria

Do amor e da fraternidade

A água cristalina nos rios...Corria

Levou-me as palavras e a fantazia

Deixando a descoberto a realidade.

-

Josémanangão

 

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 10:22
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
|
Sábado, 11 de Outubro de 2008

A SEMENTEIRA

*

É nosso dever semear

No presente...As sementes

Que os vindouros vão memorisar

Tornando-se mais exigentes

*

Com os "Direitos Humanos"

Que estão sendo espezinhados

Por parte de alguns tiranos

Que nunca estão saciados

*

A denúncia é necessária

Feita por nós publicamente

Contra a informação reacionária

Que intoxica o povo diáriamente

*

Por tudo isto...Camarada

Denuncía enquanto é tempo

Só ganhas! não perdes nada

Semeia os teus ideais... No vento.

*

Josémanangão

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 23:37
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Terça-feira, 7 de Outubro de 2008

DAR AS MÃOS

-

Quando falei em dar as mãos

Pensava em lealdade

Como se fossemos irmãos

Filhos da mesma vontade

-

Quando falei em dar as mãos

Pensava em amizade

Como se fossemos cidadãos

Conhecedores da nossa realidade

-

Quando falei em dar as mãos

Pensava em liberdade

Como quem semeia os grãos

Sonhando com a igualdade

-

Quando falei em dar as mãos

Pensava em fraternidade

Operários camponeses artesãos

Intelectuais e restantes cidadãos

Unidos pela solidariedade.

-

Josémanangão

 

 

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 21:39
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
|
Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008

EMPRESÁRIOS QUEREM GOVERNO MAIORITÁRIO

 

-

Os empresários portugueses, defendem que nas próximas eleições legislativas de 2009, deve sair uma  nova MAIORIA ABSOLUTA.

-

PORQUE SERÁ?????

 

A justificar este raciocínio dizem, está a crise internacional e as dificuldades nacionais para que se efectuem as grandes reformas.

 

AINDA NÃO ESTÃO SATISFEITOS!!!

-

Só não dizem a côr da maioria que preconizam, mas lendo os seus nomes: Joe Berardo, Francisco Vanzeller (com dois lês presidente da CIP) Henrique Neto, João Rendeiro, Diogo Vaz Guedes, Armindo Monteiro, da ( Associação dos Jovens Empresários). Que acham...talvêz o Rosa alaranjado?

-

Dizem ainda que a estabilidade do próximo governo é essencial.

Aviso: - não se esqueçam de lhes fazer a vontade!

...Ou já  se esqueceram que eles comem tudo?

publicado por POESIA-NO-POPULAR às 22:56
link do post | comentar | ver comentários (34) | favorito
|

."MAIS SOBRE MIM"

.pesquisar

 

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28


."POSTS RECENTES"

. QUEM TE VIU PORTUGAL!

. COM ABRIL NO PENSAMENTO

. OS POLÍTICOS

. VAMOS MONDAR ABRIL!!!!!!

. OS ALGOZES EM DELÍRIO.

. É URGENTISSIMO.

. A "CARIDADEZINHA"

. ACORDAI POVO!

. CAMINHOS ENVIESADOS

. CHOVEU NO FORMIGUEIRO

. ...

. "TEU SORRISO UM POEMA"

. HOJE COMO ONTEM!

. QUEM É... QUE CONTINUA A ...

. PARABENS CRAVO DE ABRI...

. SÁBADO 1 DE OUTUBRO

. DEMOCRACIA SEM ADJECTIVOS

. QUE MAIS TERÁ DE ACONTECE...

. FESTA DO ÁVANTE 2011

. "NÃO HÁ FESTA COMO ESTA2

. O TEMPO É DE LUTA!

. É URGENTE!

. SERÃO PRECISAS, AS PALAVR...

. JUNHO DE MÁ MEMÓRIA!

. COMO EU OS VEJO!

. ERA MAIO COM CHEIRO DE AB...

. DIA 29, CONTRA OS TIRANOS...

. A MINHA PRIMAVERA

. A BATOTA CONTINUA!

. PARABENS PCP

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. DVD de ALFREDO MARCENEIR...

."LINKS"

blogs SAPO

.subscrever feeds